skip to Main Content
Entre em contato: +55 11 98632 4142
40 Documentários Para Assistir

40 documentários para assistir

Começou em São Paulo e no Rio de Janeiro, até o próximo dia 19, a vigésima edição “É Tudo Verdade”

Texto publicado no blog da Escola da Vila, por Fernando Santos

Começou ontem em São Paulo e no Rio de Janeiro, seguindo até o próximo dia 19, a vigésima edição do É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários, um dos eventos culturais mais importantes do país e que merece ser amplamente divulgado, entre outras razões, por trazer ao público uma excelente seleção de obras deste gênero tão marginalizado em nossas salas de cinema, mas que tanto nos apoia na busca por informação. Além disso, todas as sessões são gratuitas, com ingressos distribuídos na bilheteria das salas uma hora antes de cada sessão.

E como acontece todo ano, eu aguardo a divulgação da programação e faço minha lista. Sempre assisto muita coisa que seria interessante indicar aos alunos pois, ora são filmes que tratam de questões muito contemporâneas, presentes nas discussões mais atuais, ora são registros históricos que nos ajudam a compreender melhor questões geopolíticas, sociais, econômicas ou mesmo de natureza humana mais centradas no plano do indivíduo.

A ocasião é perfeita para rever o trabalho de renomados documentaristas internacionais (Marina Goldovskaya, Eugene Jarecki) e nacionais (Eduardo Coutinho, Vladimir Carvalho), conhecer os novos premiados (a atual vencedora do Oscar, Laura Poitras), assim como para fortalecer o desenvolvimento de um repertório de obras não ficcionais (especialmente curtas-metragens) que contribuam como modelo de técnicas de registro e apresentação audiovisual aos estudantes que, vez ou outra, se deparam com a necessidade de produzir seus próprios vídeos em determinados projetos escolares.

De modo que desta vez resolvi me antecipar e indicar 40 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens, que trabalham temas relacionados ao nosso currículo do ensino médio (sobretudo História e Geografia) ou de alguma maneira ao universo escolar.

Vale lembrar também que esta é a melhor oportunidade, senão a única, para ter acesso à determinadas produções que dificilmente conseguimos encontrar em salas de exibição, em DVD, Blu-ray ou mesmo na internet.

Segue a lista com uma pequena sinopse, datas, locais e horários das sessões e que pode ser visualizada por qualquer pessoa neste link.

A programação completa do Festival pode ser encontrada aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *